Skip to content

Compesa apresenta projeto da Adutora Serro Azul, mas não tem presença confirmada do Governador

Compesa apresenta projeto da Adutora Serro Azul, mas não tem presença confirmada do Governador published on Nenhum comentário em Compesa apresenta projeto da Adutora Serro Azul, mas não tem presença confirmada do Governador
A Compesa e o Governo de Pernambuco realizaram, durante a manhã desta sexta-feira (4), uma audiência pública para apresentar e discutir a implantação da Adutora de Serro Azul. O encontro aconteceu na Escola Técnica Maria José Vasconcelos, em Bezerros, e contou com a presença do presidente da Compesa, Roberto Tavares, do secretário geral, José Edson, dos diretores Rômulo Aurélio, Marcone Azevedo e Aldo Santos, dos deputados estaduais Aluísio Lessa e Laura Gomes, do prefeito de Bezerros, Severino Otávio, do vice-prefeito e prefeito em exercício, Breno Borba, do presidente da Câmara de Vereadores de Bezerros, Carlos Antônio (Caca) e demais vereadores, além de secretários municipais, profissionais da Compesa e sociedade em geral.
O sistema adutor a partir da barragem de Serro Azul, localizada em Palmares-PE, irá reforçar o abastecimento de água das cidades afetadas pela estiagem no Agreste pernambucano. Diretamente, serão contemplados os municípios de Bezerros, Caruaru, Gravatá, São Caetano, Belo Jardim, Sanharó, Tacaimbó, São Bento do Una, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe, atingindo cerca de 1,5 milhão de pessoas. “Hoje damos o pontapé inicial e concreto para a execução de uma das mais importantes obras da história de Pernambuco”, afirmou o presidente Roberto Tavares.
O prefeito Branquinho destacou o esforço da Compesa em levar serviços de qualidade. “Nós temos que agradecer e reconhecer que esse trabalho é para melhoria da população. Infelizmente as necessidades as vezes falam mais alto e entendemos a cobrança das pessoas na hora da execução dos serviços, mas as coisas vão acontecendo na medida do possível”, disse. Outro ponto de destaque é o abastecimento do distrito de Sapucarana e do Bairro de Encruzilhada de São João. “Finalmente vamos levar água encanada para esses dois locais, uma luta que travamos desde o ano de 2013 quando levamos o projeto. Agora se torna realidade”, pontua Branquinho.
A barragem de Serro Azul impressiona por sua grandeza: possui capacidade total de mais de 300 milhões de metros cúbicos de água, número seis vezes maior do que a barragem do Prata. O investimento da obra está orçado em R$ 200 milhões, recurso do Governo do Estado e financiado através do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
O sistema terá a capacidade de transportar 500 l/s até o ponto de de interligação com a Adutora do Agreste, com quatro estações elevatórias, 58 quilômetros de adutoras com diâmetro de 700mm em tubos de ferro fundido, reservatório de 4.500 metros quadrados e sub-adutoras que se interligarão às ETA’s de Santa Cruz do Capibaribe e Toritama.
A publicação do edital de licitação da obra acontece ainda em agosto. O início está previsto para dezembro deste ano e a conclusão para o final de 2018.
Uma das presenças mais esperadas era a do governador pernambucano Paulo Câmara, que teria a data deste evento em sua agenda oficial, porém o mesmo não esteve fisicamente para assistir e comentar sobre este novo projeto em Bezerros. Até o momento não foi emitido nota ou comentários sobre o motivo de sua ausência neste grande passo para a “Terra do Papangu”.

Deixe uma resposta

Primary Sidebar

Secondary Sidebar